Credito: Flickr/White house

#PRESS RELEASE

Nota sobre a decisão da Suprema Corte dos EUA

30.06.2022 - Atualizado 30.06.2022 às 16:05 |

Stela Herschmann, especialista em Política Climática do Observatório do Clima: “A decisão da Suprema Corte americana mais conservadora em décadas de tirar da EPA o poder de regular emissões via Clean Air Act é um retrocesso e um baque enorme nos esforços globais de conter a emergência climática. Ela deixa todas possibilidades de ação climática do maior emissor histórico de gases de efeito estufa numa única cesta, o Congresso, e essa cesta já se mostrou furada antes. Temos 90 meses para agir antes que a janela da estabilização do clima em 1,5oC se feche em definitivo. O mundo precisava estar unindo esforços e multiplicando caminhos para limitar as emissões de gases de efeito estufa, e não eliminando possibilidades, como fizeram os juízes dos EUA.”

Relacionadas

Nossas iniciativas